Investidores da Apple estão aflitos com mal que celular faz a crianças

Compartilhe

Uma carta pública de empresas detentoras de ações da Apple pediu explicações a mesma com a finalidade de ajuda aos pais limitarem o uso de smartphones pelos filhos, com um controle mais facilmente em determinadas tecnologias. Veja a seguir:

Carta sobre uso de celular por crianças

Escrita por Jana Partners e Sistema da Aposentadoria dos Professores do Estado da Califórnia, que, juntos, detêm cerca de US$ 2 bilhões em ações da dona do iPhone, a carta pede que a Apple estude os efeitos do uso excessivo do smartphone e auxilie os pais a controlá-lo. Apesar da existência do sistema de controle parental, os autores querem mais dispositivos tecnológicos que possibilitando o controle total do smartphone.

Danos causados do celular para crianças

O documento traz uma série de dados que embasam a preocupação:

1) Menor atenção e concentração na sala de aula

Em um estudo recente feito pelo Centro de Mídia e Saúde da Criança segundo a Universidade de Alberta, localizada no Canadá, relatou que 67% dos mais de 2.300 professores entrevistados acreditam que estudantes que se distraem negativamente pelas tecnologias cresceu e 75% afirmou que a concentração nas tarefas educacionais também diminuiu, 90% dos educadores acreditam que o número de estudantes com problemas emocionais aumentou e 86% apontaram o aumento de problemas sociais com relação a gerações anteriores que não utilizavam o celular como forma de brincadeira.

2) Aumento de desenvolver depressão

Segundo Jean, a chance de depressão atingir os jovens do último ano do ensino fundamental ainda é muito grande, 27% maior de desenvolver o transtorno.

3) Risco maior de suicídio

Segundo a psicóloga e professora Jean M. Twenge, que realizou um outro estudo publicado pelo livro iGen e também elaboradora da carta, demonstrou que adolescentes que passam mais de 3 horas/dia em smartphones estão 35% mais propícios a cometerem suicídio dos que passam apenas 1 hora/dia.

4) Menos empatia

Outro dado importante de um dos estudos. é que crianças que ficam mais de 5 dias sem os dispositivos móveis sentem mais empatia e compreendem melhor os sentimentos e emoções. E ainda 48% revelou que é “uma constante batalha” controlar o uso dos dispositivos móveis pelos filhos.

Sugestões e pedidos por soluções

Das soluções sugeridas está em organizar uma espécie de comitê de especialistas a fim de monitorar a questão e informações para pesquisas sobre o assunto. E com relação ao pedido seria que a Apple aprimorasse o software do iPhone com o objetivo de escolha do conteúdo de acordo com a idade, monitorando assim o uso do aparelho com a criança.

Veja também

Como assistir futebol online, ao vivo e gratuito

Riba Share, o uber da moto chega ao Brasil e custa R$ 5,90

5 apps para ajudar a ganhar e poupar dinheiro 

Como comprar barato online: 7 dicas infalíveis

App grátis avisa se passagem aérea está realmente barata; saiba como

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>